XIII Fantaspoa lança seu cartaz, criado pela diretora e especialista em criação visual Elizabeth Schuch

Faltando menos de dois meses para o início de sua edição cabalística de número 13, o Fantaspoa apresenta a ilustração que estampará seu cartaz deste ano, assinada pela artista norteamericana Elizabeth Schuch. Diretora, produtora e especialista em criação visual, Elizabeth trabalhou no conceito artístico e no storyboard de filmes como “Mulher Maravilha” e “Pacific Rim: Uprising”; criou cartazes para The Metropolitan Opera e Shakespeare’s Globe; fez a direção de arte e o roteiro do multipremiado filme grego “O Heimonas”; entre outros.

 

O cartaz, intitulado “Lady of Fantaspoa”, foi inspirado em sonho da artista durante sua viagem após a participação no Fantaspoa 2015, com “O Heimonas”. A personagem voa, carregando, em uma das mãos, um punhado de filmes e, na outra, um coração sanguinolento, enquanto seu olho que tudo vê surge de suas entranhas. Linda e demoníaca, ela pretende conquistar a alma dos espectadores com seus tentáculos.

 

Elizabeth estará presente na sessão de abertura do Festival para apresentar seu longa-metragem de estreia “The Book of Birdie”, cuja premièré se deu na quadragésima edição do Festival de Cinema de Gotemburgo – um dos mais relevantes da Europa. Retratando a história de uma garota frágil e imaginativa que vai morar num convento isolado e começa a ser perturbada por sinistras alucinações e obsessões, o filme tem assinatura do Fantaspoa na produção e conta com elenco exclusivamente feminino. A sessão, marcada para 21h30 do dia 19 de maio na Cinemateca Capitólio Petrobras, será seguida por debate com público, com as presenças de Elizabeth e do produtor grego Konstantinos Koutsoliotas.

 

Para o encerramento do festival, no dia 04 de junho às 21h30 na Cinemateca Capitólio Petrobras, será apresentado “Tragedy Girls”, de Tyler MacIntyre. Estrelado por Alexandra Shipp (X-Men Apocalipse) e Brianna Hildebrand (Deadpool) o longa-metragem teve sua primeira exibição no prestigiado South by Southwest e conta a história de duas amigas obcecadas com as redes sociais e que estão dispostas a tudo para fazer com que seu site sobre crimes horrendos se torne um sucesso. De forma bem-humorada e repleto de referências cinematográficas, “Tragedy Girls” glorifica o empoderamento feminino trazendo à tona questões atuais da sociedade e confirma MacIntyre como um dos mais promissores talentos da nova safra de realizadores de cinema fantástico do planeta. A sessão contará com debate com o diretor, que esteve presente no Fantaspoa 2016 com o premiado “Patchwork”.

 

Uma apresentação da Petrobras e do Ministério da Cultura com patrocínios do Banrisul, da Enerfín do Brasil, da Ventos do Sul e da Petrobras, o XIII Fantaspoa será realizado no tradicional Cine Santander Cultural e na Cinemateca Capitólio Petrobras, que este ano recebeu a importantíssima adição de um equipamento de projeção digital de alta qualidade – imprescindível para a ocupação ideal do espaço pelo festival. Os diretores e curadores João Fleck e Nicolas Tonsho prometem uma programação imperdível, com algumas das melhores obras do gênero produzidas nos últimos anos, além de atividades paralelas e de formação, mantendo o mesmo foco curatorial que sempre foi característico ao Fantaspoa e que o tornou um dos mais importantes festivais de cinema fantástico do mundo.

 

 

XIII Fantaspoa

De 19 de maio a 04 de junho

Cine Santander Cultural – Av. Sete de Setembro 1028. Centro Histórico.

Cinemateca Capitólio – Rua Demétrio Ribeiro, 1085. Centro Histórico.

 

Apresentação: Petrobras e Governo Federal

Patrocínio: Petrobras, Banrisul, Elecnor Renováveis, Ventos do Sul

 

Curadoria: João Pedro Fleck e Nicolas Tonsho

Realização: Fantaspoa Produções

 

Deixe uma resposta

Translate »