Crowdfunding dança financiamento coletivo

“Pedaço de Mim”

 

“PEDAÇO DE MIM”

Em setembro deste ano estrearemos um novo espetáculo: uma peça de teatro em São Paulo fala sobre o Distúrbio Borderline e questiona a autodestruição física e emocional na vida cotidiana, e estamos começando uma campanha para levantar fundos para a produção. Há duas formas básicas de colaborar:

1) Através do Catarse com doações diretas on line via cartão. Acesse: https://www.catarse.me/pedaco_de_mim_2bf9… e confira os valores e as recompensas.

2) através da Lei Rouanet de incentivo fiscal federal, fazendo uma doação que poderá ser abatida integralmente até o valor de 6% (pessoa jurídica) ou 3% (pessoa física) do seu Imposto de Renda devido do ano de exercício 2018. Para esta opção entre em contato com projetopedacodemim@gmail.com

Participe!

O projeto

Pedaço de Mim é um espetáculo inédito que aborda automutilação e autodestruição nos mais diversos sentidos, tanto físicos como emocionais, no universo afetivo e corporativo. De autoria do psiquiatra, psicoterapeuta e diretor teatral Bernardo de Gregório, o texto tem como base filosófica frases, pensamentos e obras de Bjork, Caetano Veloso, Camille Paglia, Carmina Burana, Charles Bukowski, Chico Buarque de Holanda, Edgar Allan Poe, Florbela Espanca, Grace Jones, Laurie Anderson, Marquês de Sade, Oscar Wilde.

 

Sinopse do espetáculo
Uma mulher, que teve uma de suas pernas amputada, dialoga com a plateia sobre questões cotidianas de automutilação e autodestruição. Com distúrbio Borderline, a personagem só encontra alívio para sua dor emocional na dor física. A dramaturgia usa esse mecanismo como ponto de partida para transitar pela realidade dos movimentos autodestrutivos e autopunitivos do ser humano em todos os seus níveis: desde a automutilação dos distúrbios psiquiátricos, a situações comuns praticadas diariamente por todos nós.

Fazendo uma revisão histórica e geográfica da ideia de “mutilação”, procuram-se os significados psicossociais mais profundos desta estranha característica humana da associação da dor ao prazer e deste, à autodestruição, que caminha na contramão do aparente instinto de autopreservação.

 

Ficha técnica

Texto e Direção: Bernardo de Gregório

Assistência de Direção: Lara Kadocsa

Elenco: Patrícia Rizzo

Produção: Patrícia Rizzo Produções Artísticas

Assistência de Produção: Lara Kadocsa

 

Palestras gratuitas:

O autor, psiquiatra Bernardo de Gregório, propõe antes de cada apresentação, um bate papo com o público sobre a automutilação dos distúrbios psiquiátricos borderline, além de situações muito comuns na nossa sociedade atual como diabetes descompensado, obesidade, tabagismo, dependência e uso abusivo de álcool e outras drogas, sexualidade.

 

.
 
 
Bernardo Lynch de Gregorio
 


Deixe uma resposta