circo teatro

Peça “Palhaços… Porquê não?” resgata humor circense no Teatro Augusta

Texto de Sérgio Buck e Régio Moreno reflete sobre sonhos, amizade e respeito em tempos contemporâneos
 
Sucesso em sua versão infantil, o texto da montagem “Palhaços – Histórias para Contar e Sonhar”, produzido pela Cia. Arte & Ribalta, ganha adaptação para o público adulto. Com estreia no próximo dia 21 de abril, no Teatro Augusta – Sala Experimental, o Palhaço Capilé (Sérgio Buck) e o Caixeiro Zeca Paranhos (Matheus Carminatti) sobem ao palco para apresentar “Palhaços…Porquê Não? que leva ao público a importante mensagem de que é preciso acreditar em sonhos para que tudo se transforme em realidade, utilizando piadas inteligentes que transitam por questões políticas , onde “lava jato” era apenas levar o carro para ser limpo , picadeiro é do palhaço , tribunas são para padres , políticos e juízes , entre outros temas.
 
 
“O contraste do “ontem” e do “hoje”:  amizade, riso solto e leve, geram na conversa o resgate aos valores. São as descobertas de um mundo tecnológico , porém frio, resultando em humor e muita emoção, deixando claro, que  sorrir e sonhar ainda é permitido , não se paga IMPOSTO, basta você acreditar”, sintetiza Sérgio Buck.
 
 
Perfis
  
Sérgio Buck:  Autor, ator, diretor e professor. Iniciou carreira no teatro amador na região do ABC paulista. Destaca-se em seu primeiro espetáculo “Marcelino Pão e Vinho” ao entregar a convite de Alessandro Memo, o elenco profissional de teatro infantil. Também passou pelo Teatro de Arena, onde aprimorou conhecimento da área com grandes mestres, como Luiz Carlos Arutin, Augusto Boal, Zibinsky, Chico de Assis, Tereza Aguiar, entre outros. Ao longo das últimas quatro décadas atuou em marcantes espetáculos, como “Arena conta Zumbi”, “O Balcão”, “A Viagem”, “Morte e Vida Severina”, “Velório a Brasileira”, entre outros, que resultaram 34 premiações e homenagens. Na televisão foi revelação na Rede Globo e recebeu o Prêmio de melhor ator no programa “Moacir TV”. Participou como ator em várias novelas como, “Floradas na Serra”, “O Coronel e o Lobisomem”, “Lampião”, “Marcas Paixão”, “Pérola Negra”, “Chiquititas”, entre outras.
 
Matheus Carminatti: Início de carreira no Paraná como modelo. Posteriormente, começou a estudar a arte da interpretação em cursos e oficinas (CENA HUM-PR). Chega a São Paulo para aperfeiçoamento, onde foi descoberto em trabalho cênico pelo Diretor Sérgio Buck e passa a compor elenco de leituras dramáticas. Seu talento é visto por profissionais da classe artística e, logo, recebe convite para integrar a Cia. Arte&Ribalta.
 
Régio Moreno: Começa a carreira no grupo de teatro da Eletropaulo onde se destacou em trabalhos como “Ser Humano”. Entra na Cia.J.B.BUCK, no espetáculo “Amigos e Amantes”. Ao lado do amigo Sergio Buck escreveu “A Bela que não era adormecida, era sonambula”, “Chapeuzinho que não era vermelho”, “Carlo Palito”, “Rapunzélia”, entre outros. Tem formação acadêmica em Artes Cênicas e, hoje leciona História de Teatro.
 
                                               
FICHA TÉCNICA.
 
Texto: Régio Moreno e Sérgio Buck.
Elenco: Sérgio Buck (Palhaço Capilé) e Matheus Carminatti (Caixeiro Zeca Paranhos).
Cenário, Adereços e Figurino: Cia. Arte& Ribalta
Estúdio e trilha Sonora: Produtora Rádio 9
Pesquisa e colaboração de texto: Matheus Carminatti
Produção Executiva: Sérgio Buck e Matheus Carminatti
Supervisão Artística: Régio Moreno
Direção Geral: Sérgio Buck
Realização: Cia. Arte & Ribalta
Divulgação: Olho na Mídia
 
Serviço:
 
 
Palhaços… Porquê não?
Local: Teatro Augusta – Sala Experimental (Rua Augusta,943. Cerqueira Cesar São Paulo – SP
Temporada: Estreia 21 de julho, às 21h. Até dia….
 Ingressos: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia)
Informações: (11) 3451-4141
 
Venda de ingressos on-line pelo site www.ingressorapido.com.br ou, diretamente, na bilheteria do Teatro Augusta (de quarta à sexta-feira, das 14h às 21h; sábados das 13h às 23h30 e domingos das 13h às 20h). 

 

 

 

Deixe uma resposta