mostra de dança

[MOSTRA DE DANÇA GRATUITA] LAB_

Mostra apresenta o resultado final dos processos criativos de 14 artistas multiáreas da cidade

Curitiba recebe, de 7 a 10 de dezembro, na Casa Hoffmann e no Espaço do Grupo Obragem, a 14a edição do LAB_, ação final do Projeto IMP – Investigação do Movimento Particular, núcleo de pesquisa em dança que se centra no estudo do movimento e que, neste ano,  abriga 14 artistas de diversas áreas como teatro, dança, performance, música e artes plásticas. Durante 4 dias, os artistas apresentarão os resultados de suas pesquisas, com entrada franca.

O núcleo de pesquisa  IMP – Investigação do Movimento Particular existe desde 2007 sob a orientação da bailarina pesquisadora Juliana Adur e produção de Cindy Napoli. Tem como objetivo proporcionar à cidade um ambiente de pesquisa estimulante pautado essencialmente na experiência. Trata-se de adquirir saberes através do corpo e do movimento a partir de uma construção coletiva de interesses, porém acolhendo as particularidades de mover e criar de cada pesquisador.

O IMP também se caracteriza como um espaço que estimula a produção e difusão em dança na cidade, bem como a formação e a maturação de novos artistas criadores. Atualmente o IMP possui em seu currículo aproximadamente 30 produções em dança contemporânea (individuais e coletivas), somando mais de 50 apresentações na cidade e fora dela.

Comemorando 10 anos de existência em 2017, o projeto ofertou 14 bolsas para novos criadores e teve a participação de vários profissionais da dança de Curitiba que atuaram como ministrantes de oficina, orientadores e interlocutores dos processos criativos. Os profissionais que compuseram a equipe da Edição 2017 do IMP foram: Yiuki Doi, Janaína Matter, Pedro Almeida e Renata Roel. Gabriel Machado e Maíra Lour, que foram integrantes do IMP desde seu surgimento, integram hoje a equipe principal do projeto, também, como orientadores. Os bolsistas passaram por 5 meses de atividades de formação e laboratórios de investigação e 3 meses para o desenvolvimento de seus projetos de criação em dança. Este projeto é aprovado pelo Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura/Profice e incentivado pela Copel Distribuidora e Havan.

O Lab_

Desde o seu primeiro ano de existência, o IMP tem promovido inúmeras ações artísticas na cidade com o objetivo de fortalecer suas estruturas de trabalho e de compartilhar com a comunidade as discussões e criações realizadas pelo grupo ao longo de cada ano de pesquisa. A fim de fortalecer esta comunicação do núcleo com a comunidade, o IMP criou o LAB_. O LAB_ é um evento que proporciona aos pesquisadores do núcleo a experiência cênica e que tem como objetivo aproximar artista e público, possibilitando uma reflexão a respeito das configurações investigadas por cada um e estimulando o exercício do feedback.

Para a edição IMP 2017 foram organizadas 2 edições do LAB_, uma que já aconteceu no início de novembro para convidados, e no mês dezembro, a mostra final desses resultados será aberta ao público, na Casa Hoffmann. O LAB_ é um evento inteiramente gratuito que está em sua 14ª edição.

Sobre o IMP

 

IMP nasceu em 2007 sob a orientação da bailarina pesquisadora Juliana Adur, como um desdobramento artístico no Brasil dos estudos realizados em Portugal na Formação Intensiva Acompanhada do cem – centro em movimento, em Lisboa (2005/2006). Inicialmente o IMP foi proposto no formato de um workshop de 20 dias na Casa Hoffmann – centro de estudos do movimento, para logo em seguida ser acolhido como um núcleo de pesquisa permanente em dança no Vila Arte Espaço de Dança, onde permaneceu até 2015.

Em todos esses anos de trabalho, muitas pessoas passaram pelo núcleo e pelo Vila Arte, muitas ações foram realizadas, muitas descobertas foram compartilhadas e muita dança foi impulsionada. O projeto participou na formação dediversos artistas criadores, que hoje dão a cara das atuais produções artísticas de Curitiba. No total foram 7 edições anuais do núcleo, mais de 50 IMPistas, 13 LAB_s (mostras de compartilhamentos dos processos criativos), oficinas, residências, entre outras ações tão diversas que só o dia-a-dia do IMP é capaz de revelar.

Serviço:

Quando: 07 de dezembro, às 20h

No Espaço do Grupo Obragem

(r. Júlia da Costa, 204, São Francisco)

de 8 a 10 de dezembro de 2017

às 20h00

Na Casa Hoffmann – centro de estudos do movimento

R. Dr. Claudino dos Santos, 58 – São Francisco

ENTRADA FRANCA

Related Posts

  • 100
    Premiada montagem da Companhia Razões Inversas, Agreste, de Newton Moreno e direção de Marcio Aurelio, volta ao cartaz com Juan Alba no elenco em curta temporada no Teatro de Contêiner O ator Juan Alba atua com o ator Paulo Marcello, um dos fundadores da Cia.   De 23 de junho…
    Tags: de, a, do
  • 100
    Localizado em reserva ambiental,  SESC Itaquera é programa para a família e tem atrações gratuitas de teatro e dança para todas as idades   Teatro adulto, infantil, espetáculo circense e improviso de música e dança ocupam o Sesc Itaquera em diversos dias. Toda a programação é gratuita e aberta ao…
    Tags: de, do, a
  • 100
    Nos dias ​01 e 02​ de Julho,​estará em cartaz o espetáculo Sem Ana na mais nova sala de teatro de Porto Alegre: a sala Heiner M​ü​ller, no NEELIC, espaço inaugurado no início deste ano pelo grupo de mesmo nome, que atua na capital gaúcha desde 2003. O espetáculo, com ​concepção e…
    Tags: de, a, do
  • 100
    Vida do ator Marcelo Marrom contada com muito humor, além de apresentar o quadro “Música por Encomenda”     O humorista Marcelo Marrom prorroga temporada do espetáculo “Juro que é Verdade” no Teatro Folha até 26 de agosto. Sessões acontecem aos sábados, meia-noite. Marcelo Marrom conta um pouco da sua…
    Tags: de, a, do
  • 100
    Internacional de Linguagem Eletrônica – no CCBB Mostra individual do artista belga Lawrence Malstaf, inédita no Brasil, segue no Centro Cultural Banco do Brasil até 18 de setembro, com entrada gratuita; Instalações gigantes e imersivas marcam a exposição, que oferece experiências sensoriais e explora os usos da tecnologia de ponta…
    Tags: de, a, do

Deixe uma resposta