teatro

Jacques e a revolução no Zimba

JACQUES E A REVOLUÇÃO no ZIMBA

 

Reestreia dia 9 de julho | Teatro Municipal Ziembinski

 

A obra soa como uma expressão premonitória dos tempos atuais. Num confronto bem humorado, “Jacques” e o “Empresário”, passam em revista as suas próprias histórias, ambições e derrotas.

 

 

JACQUES E A REVOLUÇÃO, ou Como o criado aprendeu as lições de Diderot, peça de Ronaldo Lima Lins, Prêmio Maurício Távora – 1989 / Secretaria de Cultura do Estado do Paraná, contemplado com  o Viva a Arte!, da Prefeitura do Rio /Secretaria Municipal de Cultura.

Apesar de escrito num momento diverso, porém igualmente perturbador, no início do processo de democratização do país, à época da queda do muro de Berlim, o texto parece dialogar mais intensamente com os tempos que correm, como se estivéssemos diante de uma espécie de expressão premonitória das sucessivas crises hegemônicas e representativa dos poderes. Para examinar um conjunto de ideias delineadas pelo iluminista francês, a peça reinaugura questões antigas na dinâmica dos últimos séculos da modernidade.

Numa perspectiva artística altamente pessoal, Ronaldo Lima Lins pensa o texto romanesco não como substrato para uma fábula e personagens, mas como ponto de inflexão, estabelecendo um diálogo intenso com a obra do filósofo. Não há lugar geográfico específico. O mundo está em foco. Tudo se passa através do diálogo entre dois personagens: o patrão (um empresário) e seu empregado (Jacques). A conversa – amigável e informal, que às vezes resvala para conflituosa – coloca-os em confrontos bem humorados.

O “tema da viagem”, conforme aparece em Diderot, aqui se concentra num único eixo, no coração  de um império econômico, metáfora do próprio sistema. Nessa condição, Jacques e o Empresário passam em revista as suas próprias histórias, ambições e derrotas. Somos colocados diante de uma dialética envolvendo dominador e dominado, na qual há trânsito e alternância de posições. Quem estava por baixo vê-se por cima e vice-versa.

A direção acentua esse jogo de espelhos, numa encenação que exercita o poder da síntese, ao trabalhar com quatro naipes de personagens: dois homens e duas mulheres. Essa composição permite revelar mais claramente o jogo presente no próprio texto, favorecendo uma grande construção dramático-narrativa entre atores e público.

Equipe – No elenco, dirigido pelo dramaturgo Theotonio de Paiva, estão Abílio Ramos, Ana Luiza Accioly, Katia Iunes e Luiz Washington. Caio Cezar e Christiano Sauer criaram a trilha sonora original da peça. Marianna Ladeira e Thaís Simões assinam a direção de arte e Carmen Luz a direção de movimento. A iluminação é de Renato Machado. Designer gráfico Nicholas Martins, fotos de MarQo Rocha e Flávia Fafiães. Assessoria de imprensa: Mônica Riani. Direção de produção: Katia Iunes. Realização: Todo o Mundo Cia de Teatro. Produção: Nonada – Arte e cultura contemporânea.

“JACQUES E A REVOLUÇÃO ou Como o criado aprendeu as lições de Diderot”, passou por Lonas e Arenas Culturais, no decorrer de 2016, onde recebeu público de diversos bairros cariocas. Durante o mês de outubro, realizamos temporada no Centro Cultural Municipal Parque das Ruínas, com  sucesso de crítica e público.

Teatro adulto

Gênero: Drama

TEATRO MUNICIPAL ZIEMBINSKI

End: Rua Heitor Beltrão, s/nº – Metrô São Francisco Xavier Tel. (21) 3234.2003

Dias: 9, 16, 23 e 30 de julho de 2017 – sempre aos domingos Horários: 19h30

Faixa Etária: 14 anos Duração: 80 min

Valor do ingresso: 40 (inteira) 20 (meia) 15 (lista amiga)

FACEBOOK: https://www.facebook.com/jacquesearevolucao/

Divulgue! Apoie! Financiamento coletivo para temporada do espetáculo Jacques e a revolução no Catarse

Related Posts

  • 100
    APOCALYPSE NOW – O FIM DO MUNDO PARA LEIGOS, ESPETÁCULO MUSICAL DIRIGIDO POR ADRIAN STEINWAY, FAZ APRESENTAÇÃO ÚNICA NO TEATRO SÉRGIO CARDOSO, DIA 26 DE AGOSTO   Montagem resgata a tradição da commedia dell’arte, com atores italianos e música ao vivo Fotos: Frederica Toci   Com o objetivo de fazer…
    Tags: de, a, do, no
  • 100
    A orquestra executará obras de Prokofiev, Mozart e Astor Piazzolla.     A qualidade dos músicos da Bachiana Filarmônica SESI-SP poderá ser conferida de perto pelos apreciadores de música clássica na próxima sexta-feira, 21, às 19h30, no Teatro CIEE (Rua Tabapuã, 445 – Itaim Bibi, São Paulo).   O concerto…
    Tags: de, a, no, do
  • 100
    Programação contempla apresentações de vários estilos, algumas delas gratuitas Os apaixonados por teatro, literatura, música e outras manifestações artísticas ganharam neste ano uma agenda cultural completa. Lançado em abril, o Circuito Cultural Ademilar continua promovendo eventos para diferentes gostos e idades no segundo semestre de 2017. Em agosto e setembro,…
    Tags: de, a, no, do
  • 100
    No sábado e no domingo tem oficina de circo e a peça Simbad, o Navegante, na montagem do Circo Mínimo, para divertir o público infantil na programação do Fim de Semana em Família no instituto; como é tradição a petizada encontra, ainda, o Cantinho da Leitura e a Feirinha de…
    Tags: de, a, do, no
  • 100
    Programação do fim de semana recheada conta com espetáculo, oficinas, vivências e bate-papo O fim de semana promete ser agitado no Sesc Thermas de Presidente Prudente, com várias atividades para o público adulto e infantil. No sábado (14), a banda gaúcha Dingo Bells mostra seu indie rock em show gratuito…
    Tags: de, a, do, no

Deixe uma resposta