Sem categoria

Holocausto Brasileiro é tema de espetáculo, que estreia no Armazém do Grupo XIX, na Vila Maria Zélia

Inspirada no livro e documentário de Daniela Arbex, “Entre | Muros” ganha termporada a partir do dia 11 de novembro

“Entre | Muros” é um “espetáculo-denúncia” concebido em processo de criação coletiva pelo Grupo Hybris e capitaneado pelo diretor Renato Andrade, tendo como tema central a história do Hospital Psiquiátrico Colônia de Barbacena e os efeitos do abandono, exclusão e objetificação de indivíduos.

A montagem ganha temporada sábados e domingos, às 19h30, a partir do dia 11 de novembro, no Armazém do Grupo XIX.

No ano em que a Luta Antimanicomial completa trinta anos, e num momento em que novamente está em voga o discurso das internações compulsórias como única solução para problemas psiquiátricos ou de dependência química, a peça busca ampliar o diálogo e as visões sobre as formas de tratamento daqueles que não se encaixam nos padrões da nossa sociedade.

A história do Hospital Colônia – fundado no início do século 20, no interior mineiro – entra como metáfora dos mecanismos sociais de violência e exclusão contra qualquer tipo de indivíduo ou comportamento que saia de uma “normalidade” ou “ordem” vigente.

O grupo Hybris concretizou um espetáculo em processo colaborativo, inspirado no best-seller e documentário “Holocausto Brasileiro” de Daniela Arbex e na peça “Em Colônia” de Monalisa Vasconcelos.

“Entre | Muros” suscita questões a respeito da loucura e dos mecanismos de exclusão que se sustentam na sociedade, através do contato e da troca próxima com a plateia, ao convidá-la para um diálogo horizontal e sem protagonismos. São doze atores contando diferentes pontos de vista dessa história, baseados em fatos e relatos de pessoas ou situações que ocorreram no período de quase um século em que o Colônia funcionava com o aval da sociedade. Inserindo o público no pátio do hospital, a peça conclui-se com uma experienciação do que seria o dia-a-dia dos internos.

O espetáculo foi produzido como obra de formatura da Turma 62 do curso profissionalizante do INDAC – Escola de Atores.

Entre | Muros

Sinopse: Entre as décadas de 1930 e 1980, mais de 60 mil pessoas foram mortas em um Hospital Psiquiátrico. Em 2017, jovens atores contam a história de internos deste hospital e de outras doze pessoas afetadas pela tragédia. Entre | Muros é uma tentativa, um pedido, um encontro, para que possamos nos enxergar e nos entender melhor como sociedade.

Gênero: Tragédia Contemporânea.

Temporada: 11 de Novembro até 3 de Dezembro. Sábados e domingos às 19h30.

Localização: Armazém do Grupo XIX. Rua Mario Costa, 13, Vila Maria Zélia.

Duração: 70 min

Classificação Indicativa: 18 anos.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira) R$20,00 (meia). Ingressos antecipados: compreingressos.com

Capacidade: 24 lugares por sessão.

Contato: rafael.imbroisi@gmail.com – (11) 96614-1661/ (11) 95630-3739

Sobre o diretor

Renato Andrade é autor e diretor teatral, formado pelo INDAC e graduado em Comunicação Social pela ESPM. Desde 2005, escreveu 22 textos e dirigiu 16 peças, como “Ocupação”, “E se Não Tivesse Amor no Título?” e “Os Veranistas” e “A Noite em que Blanche Dubois Chorou sobre Minha Pobre Alma”. Há dez anos, Renato faz parte do corpo docente da Escola de Atores Indac, onde ministra aulas de Dramaturgia, Estética da Interpretação e Montagem Teatral.


Ficha Técnica
Elenco: Ana de Vivo Franco, Angelina Trevisan, Bia Miranda, Daniel Paiva, Francesco Minelli, Jéssica Lombardi, Leonardo Portela, Luis Felipe Feltrin, Maira Cardoso, Paula Chande, Rafael Imbroisi e Roberta Melo.

Texto: Grupo Hybris.

Direção: Renato Andrade.

Assistente de Direção: Junia Lemos

Figurinos, Cenário, Iluminação e Trilha Sonora: Grupo Hybris.

Designer: Daniel Paiva.

Fotos: Allan Bravos.

Realização: Grupo Hybris.

Assessoria de Imprensa: Alberto Pereira Jr.

Produção: Angelina Trevisan e Rafael Imbroisi.

Related Posts

One thought on “Holocausto Brasileiro é tema de espetáculo, que estreia no Armazém do Grupo XIX, na Vila Maria Zélia”

Deixe uma resposta