teatro

Dostoiévski-Trip estreia sábado (28) no CCBB-SP

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo apresenta o espetáculo inédito Dostoiévski-Trip, que estreia em 28 de outubro

Para minibios do autor, elenco e direção: http://bit.ly/dostoievski-minibios

Cias. Livre e Mundana se reúnem em Dostoiévski-Trip, com texto de Vladímir Sorókin, expoente da nova dramaturgia russa. Apresentações acontecem de 28 de outubro a 18 de dezembro, sob direção de Cibele Forjaz.

Sete anos após a estreia do premiado O Idiota – Uma Novela Teatral, as companhias Livre e Mundana se reencontram em Dostoiévski-Trip, nova viagem ao universo do escritor russo e ao célebre romance publicado em 1869. Com direção de Cibele Forjaz, o espetáculo, inédito no país, estreia no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo, no dia 28 de outubro.

O elenco de Dostoiévski-Trip é composto por atores criadores das companhias Livre e Mundana: Aury Porto, Edgar Castro, Guilherme Calzavara, Luah Guimarãez, Lúcia Romano, Marcos Damigo, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino. A direção de arte do espetáculo é assinada por Simone Mina.

Esta é a primeira montagem brasileira do texto de Vladímir Sorókin – um dos grandes nomes da chamada nova literatura russa –, já encenado em Moscou e Nova York. Na peça, um grupo de viciados aguarda a chegada de um traficante que lhes prometeu trazer uma novidade. Enquanto isso, conversam, discutem (e até mesmo brigam) sobre grandes nomes da literatura mundial – Kafka, Pushkin, Cervantes, entre outros – e seus supostos efeitos. Este, contudo, não é um encontro amistoso entre amantes das letras, e sim de um bando de pessoas que mal se conhecem, unidos apenas pela condição de viciados em literatura.

Ávidos pela próxima dose, os personagens são lançados em uma jornada pelo universo de Fiódor Dostoiévski (1821-1881). Em contato com a prosa do romancista russo, os personagens embarcam na trip do título e acabam por protagonizar uma das mais célebres passagens de O Idiota, na qual seus dilemas filosóficos e existenciais se aprofundam e se potencializam transcendendo para as formas do mundo contemporâneo.

Segundo Cibele Forjaz, a ideia de montar Dostoiévski-Trip surgiu ainda durante as apresentações de O Idiota – Uma Novela Teatral (2010), também dirigido por ela. Apesar de partirem da obra de um mesmo autor, para a diretora, as peças têm estéticas e temáticas bastante distintas. “Dostoiévski-Trip é uma espécie de pós-Idiota. Fizemos aquele espetáculo levando muito a sério a narrativa da novela e o seu lado humano e mais sensível. Esta, por sua vez, tem um desencanto pós-moderno. É Dostoiévski tomado como uma droga que a sociedade contemporânea não pode suportar, pois a sua poesia e sua humanidade não cabem mais nesse mundo, em que as relações sociais estão marcadas pela egotrip”, explica a encenadora.

O espetáculo também se beneficia de um traço comum à história recente de ambas as companhias: a pesquisa da obra do alemão Bertolt Brecht, que permeou o processo de criação. Além das leituras, também foram realizadas “travessias pela cidade” – uma experiência de toda a equipe pelas ruas de São Paulo que revelou, em uma sociedade viciada em excessos, um resquício de humanidade em meio ao concreto e à carência das populações de rua. Além de contrapor o texto russo com a realidade brasileira, a pesquisa de campo evidenciou a atualidade de Dostoiévski, autor que radiografou a burguesia de sua época e sua obsessão por dinheiro, poder e prestígio.

Além das apresentações em São Paulo, o espetáculo também cumprirá temporadas em Brasília, Rio de Janeiro e Belo Horizonte em 2018.

Serviço

Dostoiévski-Trip

de 28 de outubro a 18 de dezembro de 2017

Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo

Sessão gratuita: 13/11 (segunda-feira), 19h30, seguida de bate-papo com o elenco e a diretora

Sexta, sábado e segunda, às 20h

Domingo, às 19h

Duração: 120 min

Classificação indicativa: 16 anos

Ingresso: R$ 20
Vendas online (Eventim): http://bit.ly/dostoievski-eventim

Ficha técnica

Texto: Vladímir Sorókin

Tradução: Arlete Cavaliere

Elenco: Aury Porto, Edgar Castro, Guilherme Calzavara, Luah Guimarãez, Lúcia Romano, Marcos Damigo, Sergio Siviero e Vanderlei Bernardino

Direção geral: Cibele Forjaz

Direção de arte, cenografia e figurinos: Simone Mina

Direção de movimento: Lu Favoreto 

Direção vocal e interpretativa: Lúcia Gayotto 

Direção musical e composições originais: Guilherme Calzavara

Luz: Alessandra Domingues

Roteiro e criação de vídeo: Cla Mor e Luaa Gabanini

Direção de produção e gestão de projeto: Marlene Salgado

Assistência de direção: Cla Mor e Luaa Gabanini

Assistência de cenografia: Vinícius Cardoso

Cenotecnia: Vina Simões

Construção de escadas: Vanderlei Wagner e Fernando Zimolo

Direção de palco: Renato Banti

Contrarregragem: Jackson Santos

Assistência de figurino: Jemima Taunay

Produção de figurinos e objetos: Rick Nagash

Visagismo: Roger Ferrari

Colaboradores: Marcos Padilha e Fernando Carvalho

Assistência e operação de luz: Laiza Menegassi

Montagem de luz: Renato Franco e Cristiano Franco

Video designer: Vapor 342 – Fabio Riff

Letreiros: Thomas Frenk

Imagens: Rashid El Bakri

Imagens do acervo “O Idiota”: Fredy Allan

Depoimentos Maloca Jaceguai: Adauto Feliciano, China, David, Geisse Antunes, Jamaica, Maiara, Marcia Bahia, Nagila Waleska, Paula Suellen, Paulo, Rashid El Bakri, Thiago Martins e Vagner; Crianças: Luiz Gabriel, Monique Suellen, Paulo Eduardo, Paulo Henrique, Maria Eduarda, Sara Gabrielli, Sophia e Yasmin Vitória

Participação especial como “químico no Facetime” e consultoria química farmacêutica: Paulo Mattos

Operação de vídeo: Renato Banti

Arte gráfica: Simone Mina e Nika Santos – FazFazFaz

Assessoria de Imprensa: Bruno Machado e Rodrigo Sampaio

Fotos: Cacá Bernardes (cena), Cla Mor (processo de criação) e Leo Ferlan (programa)

Coordenação de produção: Bia Fonseca

Produção executiva: Jackson Santos e Mariana Machado

Coodenação administrativo-financeira: Mauricio Inafre – Uma Arte Produções Artísticas

Criação: Cia. Livre + mundana companhia

CCBB SÃO PAULO

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro. São Paulo-SP

Acesso ao calçadão pelas estações Sé e São Bento do Metrô

(11) 3113-3651/3652 | Quarta a segunda, das 9h às 21 horas

ccbbsp@bb.com.br | www.bb.com.br/cultura | www.twitter.com/ccbb_sp | www.facebook.com/ccbbsp | www.instagram.com/bancodobrasil

  • Acesso e facilidades para pessoas com deficiência | Ar-condicionado | Cafeteria e Restaurante | Loja

Clientes do Banco do Brasil têm 10% de desconto com Cartão Ourocard na cafeteria, restaurante e loja

  • Estacionamento conveniado: Estapar

Rua Santo Amaro, 272.

Traslado gratuito até o CCBB. No trajeto de volta, a van tem parada na estação República do Metrô.

Informações pelo telefone (11) 3113-3651

Valor: R$ 15 pelo período de 5 horas.

É necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB.

Related Posts

  • 100
    Como destaca o ator e diretor Celso Frateschi na apresentação do livro “O teatro e a cidade”, “existe uma sincronicidade entre os grandes momentos do teatro universal e a experiência humana na reconstrução de suas relações no interior da cidade”. Foi pensando nessas histórias das cidades e seus habitantes como…
    Tags: de, a, do
  • 100
    O Museu de Arte do Rio Grande do Sul Ado Malagoli convida para a exposição “Léo Dexheimer: Anotações à margem de uma obra:”, no dia 5 de outubro (quinta), às 19h, com curadoria de Renato Rosa. A mostra pode ser visitada de 6 de outubro a 26 de novembro na…
    Tags: de, a, do
  • 100
    No dia 4 de outubro, “Ser Criança” apresenta narrativa simples e lúdica sobre importante tema humanitário   A peça “Ser Criança” chega ao CEU Heliópolis, em São Paulo, no próximo dia 4 para abordar importante questão humanitária, de maneira simples e lúdica. O evento é uma realização da Secretaria de…
    Tags: de, a, do
  • 100
    Grupo Gattu, finalista do VI Prêmio Aplauso Brasil e destaque de Melhor Projeto pela Formação de Plateia no 1º semetre de 2017 do Blog do Arcanjo comemora seus 17 anos e estreia Graça Miriam Jardim e Rodrigo Vicenzo. Foto: Claudinei Nakasone   Texto e direção de Eloisa Vitz Elenco: Miriam…
    Tags: de, a, do
  • 100
    fotógrafo- Alan Siqueira.    COMPANHIA ANTROPOFÁGICA ESTREIA SEU NOVO ESPETÁCULO “OPUS XV”   Após realizar temporadas de todos os seus espetáculos durante o projeto comemorativo Tram(a)ntropofágica, a Companhia Antropofágica de Teatro apresenta Opus XV, sua nova montagem transformada em uma Máquina de Memória de quinze anos de grupo e de…
    Tags: de, a, do

Deixe uma resposta