cursos eventos

9º Ciclo do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council traz ao Brasil a dramaturga escocesa Linda McLean com programação que destaca as mulheres na dramaturgia

Com foco sobre a dramaturgia criada por mulheres, a programação traz as dramaturgas Linda McLean (Escócia) e Silvia Gomez (Brasil), a jovem autora Carol Pitzer e a pesquisadora e militante em defesa da mulher negra Rosane Borges. Palestras, rodas de conversa, leituras dramáticas e workshops debatem sobre a criação autoral feminina atual.

Vencedor do 28º Prêmio Shell de Teatro, na Categoria Inovação, o Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council – com coordenação da jornalista e dramaturga Marici Salomão e assistência do diretor e dramaturgo César Baptista – apresenta o  Ciclo do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council. Com o tema Ser Dramaturga, o evento  acontece de  25 de setembro a 1º de outubro, no Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso, em São Paulo. Todas as atividades são gratuitas e abertas ao público.

A 9º edição do Ciclo pretende abordar questões sobre o ofício e suscitar o debate sobre a relevante desigualdade numérica existente entre homens e mulheres que escrevem para o teatro. Entender o papel da mulher dramaturga, focando as experiências de escrita e a inserção em um mercado ainda caracterizado por machismo, sexismo e racismo, além de explicitar as dificuldades e resistências enfrentadas no exercício na profissão.

Linda McLean, dramaturga escocesa radicada em Glasgow (Escócia), faz a abertura, dia 25 de setembro, às 20h, ao lado da premiada dramaturga brasileira Silvia Gomez. Juntas contarão suas experiências na escrita teatral, sob a perspectiva feminina.

Em sua peça Sex & God, Linda McLean trata sobre a religião e o sexo por meio de histórias de quatro mulheres, cada uma vivendo em diferentes épocas do século 20. Silvia Gomez é autora das peças O Céu Cinco Minutos Antes da Tempestade, Mantenha Fora do Alcance do Bebê (vencedora dos prêmios de melhor dramaturgia APCA 2015 e Aplauso Brasil 2015, além de indicada ao Prêmio Shell) e Marte, Você Está Aí?, que trazem mulheres como protagonistas.

A peça Sex & God, com apoio da escola Cultura Inglesa, ganha leitura inédita no Brasil, com direção de Laerte Mello, no dia 26 de setembro, às 21h. O elenco é formado por Ana Paula Dias, Carolina Faria, Fernanda Gama e Flávia Sgavioli.

A pesquisadora, jornalista e militante em defesa da mulher negra, Rosane Borges, faz palestra no dia 26 de setembro, às 19h, sobre o tema Crise de Representação e a Emergência de Novas Subjetividades. A autora pretende abordar os modos como as mulheres negras vêm reivindicando acesso à soberania negada, tomando o campo das artes e da dramaturgia como nexo estratégico para ganhar visibilidade no espaço social, ainda marcado por profundas assimetrias.

Linda MccLean, usando suas experiências de escrita, propõe maneiras para criar uma peça que tem como modelo/padrão o jeito do próprio dramaturgo pensar o mundo. Para isso, ministra uma oficina com o tema A forma Que Nos Contorna, de 27 a 29 de setembro. As inscrições devem ser feitas de 11 a 15 de setembro.  Os dramaturgos interessados devem enviar currículo e carta de interesse para o e-mail artescenicas@sesisp.org.br.

O espetáculo Enquanto Ela Dormia, em cartaz no Centro Cultural Fiesp, fruto da orientação do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council, também faz parte da programação. A autora Carol Pitzer, a diretora Lili Monteiro e a atriz Lucienne Guedes participam de uma roda de conversa, mediada por Marici Salomão, acerca da criação do espetáculo, que trata de um tema cada vez mais exposto nas artes: o abuso sexual de mulheres. O encontro acontece no dia 1º de outubro, às 19h30, logo após a sessão do espetáculo. O texto foi escolhido entre 12 peças produzidas na 8ª turma do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council.

O Ciclo visa ainda à discussão sobre questões que devem ser hoje pensadas no âmbito da escrita teatral feita por mulheres. E não só os temas relativos à mulher branca. “Estamos sintonizadas em também levantar questões sobre a voz das criadoras negras. Cada vez mais, a luta pela igualdade de direitos e representatividade se faz no mundo das artes. O Ciclo mais uma vez caminha em paridade com as prementes questões que pulsam hoje em nossa sociedade,” explica Marici Salomão.

“Nos últimos nove anos, o Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council procurou manter-se firme em sua missão de formação de dramaturgos brasileiros, sempre promovendo a troca com metodologias e processos de formação desenvolvidos no Reino Unido. Este ano a voz da mulher no teatro ganha os palcos do Ciclo e constitui a programação. E é fundamental que este espaço seja de troca com todo o público brasileiro para refletirmos o poder das artes na equidade de gênero”, completa Liliane Rebelo, gerente de artes do British Council Brasil.

Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council

O Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council foi lançado em 2007, a partir de uma parceria estabelecida entre as instituições com o objetivo de descobrir novos dramaturgos e desenvolver suas habilidades na escrita.

 

O projeto estimula a invenção e descoberta de novos paradigmas para a criação de dramaturgias que expressem diferentes visões de mundo, linguagens e experimentações estéticas, livres dos padrões do teatro tradicional e comercial.

 

Inspirados nessa prática pedagógica, foram criados o Núcleo de Dramaturgia SESI-Teatro Guaíra, no Paraná, em 2009, e o Núcleo de Dramaturgia SESI Cultural, no Rio de Janeiro, em 2014, comprovando a capacidade de replicação de boas práticas em outros centros importantes de produção teatral.

Site: http://www.sesisp.org.br/cultura/nucleo-de-dramaturgia/programacao

Sobre o British Council

O British Council é a organização internacional sem fins lucrativos do Reino Unido para relações culturais e oportunidades educacionais. Seu trabalho busca estabelecer a troca de experiências e criar laços de confiança por meio do intercâmbio de conhecimento e de ideias entre pessoas ao redor do mundo. A organização está presente em mais de 100 países e trabalha com parceiros, como os governos, em diversas instâncias, organizações não governamentais e iniciativa privada, em ações relacionadas à promoção da língua inglesa, cultura, artes, educação e programas sociais.  Informações: www.britishcouncil.org.br.

SESI-SP Cultura

Há mais de 60 anos, o SESI-SP fomenta e difunde manifestações artísticas em diversas linguagens, contribuindo com a melhoria da qualidade de vida dos industriários e da comunidade. Na capital e em todo o Estado de São Paulo, o Centro Cultural Fiesp – Ruth Cardoso – e os 54 centros de atividades culturais da instituição atendem cerca de 2,5 milhões de pessoas anualmente, com ações educativas e ampla programação gratuita composta de espetáculos teatrais, musicais e de dança, encontros literários, mostras de cinema e exposições.

Programação 9º Ciclo do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council

9ª Ciclo do Núcleo de Dramaturgia SESI-British Council – Tema SER DRAMATURGA

Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso

Av. Paulista, 1313, São Paulo/SP.

Abertura

Ser Dramaturga.

Dia 25 de setembro, segunda-feira, às 20h.

Encontro de abertura com a dramaturga escocesa Linda McLean e a brasileira Silvia Gomez.

Reservas antecipadas pelo site sesisp.org.br/meu-sesi, a partir do dia 10 de setembro. Os ingressos remanescentes serão distribuídos no dia do evento, a partir das 13h, na bilheteria.

Local: Teatro do SESI-SP.

Capacidade: 456 lugares.

Classificação: Livre.

Palestra

Crise de Representação e a Emergência de Novas Subjetividades com Rosane Borges.

Dia 26 de setembro, terça-feira, às 19h.

Reservas antecipadas pelo site sesisp.org.br/meu-sesi, a partir do dia 10 de setembro. Os ingressos remanescentes serão distribuídos no dia do evento, a partir das 13h, na bilheteria.

Local: Mezanino.

Capacidade: 50 lugares.

Classificação: Livre.

 

Leitura Dramática

Sexo e Deus de Linda McLean.

Direção: Laerte Mello.

Com Ana Paula Dias, Carolina Faria, Fernanda Gama e Flávia Sgavioli.

Dia 26 de setembro, terça-feira, às 21h.

Os ingressos serão distribuídos na entrada do Espaço Mezanino, no dia do evento, a partir das 20h30, de acordo com o número de lugares disponíveis.

Local: Mezanino.

Capacidade: 50 lugares.

Classificação: Livre.

Workshop

A Forma Que Nos Contorna com Linda McLean.

De 27 a 29 de setembro, quarta a sexta, das 18h às 22h.

Os interessados devem enviar CV e Carta de Interesse para seleção, no e-mail artescenicas@sesisp.org.br, de 11 a 15 de setembro.

*Evento com tradução consecutiva.

Público-alvo: dramaturgas e dramaturgos.

Pré-requisito: acima de 18 anos.

Carga horária: 12 horas.

Local: Espaço Sala de Ensaio – 2º Subsolo.

Capacidade: 4 vagas para público externo.

Roda de conversa

Conversa sobre a peça Enquanto Ela Dormia.

Com Eliana Monteiro, Carol Pitzer e Lucienne Guedes.

Mediacão: Marici Salomão.

Dia 1º de outubro, domingo, às 19h30.

Local: Mezanino.

Capacidade: 50 vagas

Reservas antecipadas pelo site sesisp.org.br/meu-sesi, a partir do dia 25 de setembro. Os ingressos remanescentes serão distribuídos no dia do evento, a partir das 13h, na bilheteria.

Classificação: Livre.

Sobre Linda McLean

Dramaturga escocesa, nascida e radicada em Glasgow. Suas peças incluem as premiadas Every Five Minutes; Any Given Day; Sex & God; Strangers, babies; Shimmer; Riddance e One Good Beating. Em 2016, Linda escreveu uma adaptação da obra The View From Castle Rock, de Alice Munro para a companhia Stellar Quines e o Edinburgh International Book Festival. Foi Creative Fellow do Instituto de Estudos Avançados em Ciências Humanas da Universidade de Edimburgo em 2011, e presidente do Playwrights Studio Scotland de 2008 a 2015. É artista associada do Magic Theatre, San Francisco. Uma antologia do seu trabalho, traduzida para o francês por Sarah Vermande e Blandine Pelissiér, foi publicada em 2015 pela Actes Sud-Papiers.

Sobre Silvia Gomez

Formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais, estudou teatro em Belo Horizonte, onde nasceu, em 1977. Morando em São Paulo desde 2001, sempre atuou como jornalista e dramaturga. De 2003 a 2011, integrou o Círculo de Dramaturgia do Centro de Pesquisas Teatrais (CPT-SESC), grupo dirigido por Antunes Filho, onde encenou a peça O Céu Cinco Minutos Antes da Tempestade, publicada no livro Círculo de Dramaturgia, em 2006, pela Editora Sesc. Traduzido para o espanhol, o texto também figurou no livro Teatro Contemporáneo Brasileño, lançado em 2014 pelo Ministério das Relações Exteriores, e depois teve versões para o francês, sueco, alemão, inglês, italiano e mandarim. Escreveu e encenou ainda O Amor e Outros Estranhos Rumores, Abra a Janela Antes de Começar e Mantenha Fora do Alcance do Bebê, esta vencedora dos prêmios de melhor dramaturgia APCA 2015 e Aplauso Brasil 2015, além de indicada ao Prêmio Shell. Em 2015, integrou o projeto Curioso, residência de dramaturgia Brasil-Escócia organizada pelo British Council em parceria com Playwrights’ Studio. Este ano, entrou em cartaz com a peça Marte, você está aí?, em São Paulo.

Sobre Rosane Borges

Jornalista, pós-doutoranda em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, professora do Celacc (Centro de Estudos Latino-Americanos em Comunicação e Cultura) da USP e da Universidade São Judas Tadeu, autora de diversos livros, entre eles Espelho Infiel: O Negro no Jornalismo Brasileiro (2004), Mídia e Racismo (2012), Esboços de Um Tempo Presente (2016). É articulista das Revistas Carta Capital e Cult Digital e do blog da Editora Boitempo.

Related Posts

Deixe uma resposta