dança mostra de dança

(3 a 26/11) TRAJETÓRIAS INVISÍVEIS-MARCOS SOBRINHO-CRDSP

Marcos Sobrinho estreia trabalho sobre Leonilson,

no Centro de Referência da Dança

Trajetórias Invisíveis, novo trabalho do Núcleo Marcos Sobrinho de Dança e Performance faz temporada de estreia durante todo o mês de novembro no Centro de Referência da Dança, de 3 a 26 de novembro (quintas, sextas e sábados, às 18h).

A peça dá continuidade ao processo de investigação iniciado com “O Ilha”, sobre a obra intimista e predominantemente autobiográfica do artista plástico José Leonilson, morto prematuramente aos 36 anos, em 1993, vítima do vírus HIV.

A instalação coreográfica constrói pequenas paisagens cênicas, onde objeto e imagem se fundem, configurando um corpo-poema que propõe reflexões sobre a ausência, a pequenez do homem e sua condição de adaptação ao mundo contemporâneo. “São respiros, um descansar da nossa própria individualidade, de nossas zonas de conforto, um jeito de rever nossos vocabulários corporais instaurando novos sentidos”, conta Marcos Sobrinho.

A criação integra projeto contemplado pelo 19º edital do Programa de Fomento à Dança para a Cidade de São Paulo.

__________________________________________

Serviço:

“Trajetórias Invisíveis”, com o Núcleo Marcos Sobrinho de Dança e Performance – temporada de estreia

De 3 a 26 de novembro ( quintas, sextas e sábados, 18h)

Centro de Referência da Dança

(Baixos do Viaduto do Chá, s/nº – ao lado do Theatro Municipal – próximo às estações Anhangabau, São Bento e República do Metro – fone: 11 3214-3249)

Duração: 50 min

Classificação indicativa: 14 anos

Grátis

https://youtu.be/yUvBdMHWePs

 

Ficha Técnica:

Direção Geral, concepção, dramaturgia e performance – Marcos Sobrinho

Intervenções dramatúrgicas – Talita Alcalá Vinagre

Criação e operação de Luz – Rafael Petri

Design de Som e Vídeo – Téo Ponciano

Produção Executiva – Rafael Petri

Breve Currículo:

Natural de Aracaju – SE.  Bailarino formado em Dança Clássica, estudou na Escola de Ballet Clássico Maria Olenewa (Rio de Janeiro – RJ) e na Ècole de Danse du Marais (Paris – França). Sua formação em Dança Contemporânea foi na Folkwang Schule em Essen e na Die Werkstatte Düsseldorf, ambas na Alemanha. É Graduado em Artes Cênicas pela UniverCidade no Rio de Janeiro – RJ.

Trabalhos realizados: “Trajetórias Invisíveis” (2016); “Outros Poemas” (2015); “Poemas Breves” e “Um poema para Carmen” (2013/2014); “O Baile ou entre imagens e não lugares” (2011/2012); “Dedicate” (2010), “O Ilha” (2007/2008) – “El Puerto”. (2006/2007).

Deixe uma resposta